terça-feira, 14 de abril de 2009

Evo vitorioso

A oposição golpista-separatista-segregacionista da Bolívia acaba de sofrer mais uma derrota. Já se tornou de praxe na América Latina a oposição – atualmente composta pelos antigos “dono do poder”, descendentes direto de Pizarro e Cabral – não saber respeitar os parâmetros democráticos, tampouco a vontade popular. Usa dos mais variados subterfúgios golpistas. Dá a luz a crises institucionais, como o locaute na Venezuela em 2001 e depois o golpe de estado perpetrado contra Chávez; inventa no Brasil o “mensalão”, que até hoje carece de provas; sabota a base da economia, a agropecuária no caso da Argentina; ou fomenta o separatismo como temos visto recentemente na Bolívia. Todavia está tornando-se mestre-doutor em dar com os burros n’água. Agora, numa arriscada atitude política, Evo Morales entrou em greve de fome e assim se manteve por seis dias, até que o Congresso Nacional Boliviano aprovasse a nova lei eleitoral daquele país. Mais uma derrota para a aliança burguesa reacionária, mais uma vitória das forças populares latino-americanas. A História das lutas populares no século XXI começou a ser escrita na América Latina e, lutaremos para que assim continue.


Do site português Esquerda.net

http://www.esquerda.net



Evo Morales chega a acordo com a oposição sobre a lei eleitoral



O Congresso Nacional da Bolívia aprovou esta terça feira a lei do regime eleitoral transitório que chegou a levar Evo Morales a iniciar uma greve de fome. Com o acordo hoje conseguido com a oposição, o presidente da Bolívia terminou o seu jejum, que se prolongou durante seis dias. Com esta alteração, Evo Morales poderá voltar a candidatar-se à presidência.

Após nove horas de debate, o Congresso boliviano ratificou a lei de regime eleitoral transitório que já havia sido acordada por uma comissão de legisladores ligados ao governo e à oposição.

Com esta ratificação, Evo Morales põe fim a uma greve de fome que se prolongou por seis dias. O presidente boliviano adoptou esta forma de luta como forma de exigir a aprovação desta lei, tendo sido acompanhado por milhares de apoiantes. Hugo Chavez e Fidel Castro também se solidarizaram com o protesto de Morales.

A nova lei, que será enviada para promulgação pelo governo ainda esta tarde, cumpre a obrigação constitucional de fixar as regras para o processo eleitoral que se realiza a 6 de Dezembro deste ano.

De acordo com esta lei, será realizado um novo censo, serão definidas novas regras para a votação dos bolivianos residentes no estrangeiro e foi definida uma quota parlamentar reservada às minorais indígenas. Evo Morales, por seu lado, poderá candidatar-se a um novo mandato.

4 comentários:

RLocatelli Digital disse...

"Minorias" indígenas? A Bolívia é majoritariamente indígena. As minorias são os descendentes de europeus.
Grande vitória de Evo Morales e do povo boliviano!

Renan disse...

Saudações Comunistas!

Evo Morales é um vitorioso, nesse mar de lama neoliberal que está em crise.

Mais do que nunca, é preciso unir toda a blogosfera de esquerda para atingirmos nosso objetivo: desmascarar a Mídia Golpista do Brasil, desmascarar as mentiras políticas da Direita e consolidar o projeto de Lula para o Brasil através da informação.

Blog do Morani disse...

Grande Evo Morales! Esse é o verdadeiro estadista, homem de coragem, cidadão boliviano determinado! A sua atenção e cuidados com a maioria indígena (disse-o muito bem RLocatelli Digital)devia suscitar em LULA iguais cuidados a grandes parcelas de brasileiros alienados por ele - pretenso e falso estadista! Sou, como sabem, parte de uma dessas muitas parcelas largadas aos pântanos das preocupações e das ansiedades, pois já não tem a maioria, que se acha mergulhada no oceano da indiferença, condições de entrar no mercado de trabalho restrito, exigente e fechado como é o nosso, atualmente - fruto maldito do neoliberalismo! Que existe uma Mídia Golpista, disto não duvido,contudo, acontece à Direita e à Esquerda, e os escândalos só não foram comprovados devido à blindagem em tôrno. Podemos afirmar: "Grande vitória de Evo Morales e do povo boliviano", mas longe estamos de aplicar a mesma afirmação ao presidente e ao povo brasileiros.
Abraços.

Hudson Luiz Vilas Boas disse...

Nizar El Khatib escreveu em 15/04/2009

Hudson

Bom Dia !

Realmente, o Evo Morales conquistou uma vitória importante e que terá reflexos em toda a América Latina.

Um abração !

Nizar