segunda-feira, 28 de junho de 2010

Imigrantes passarão por teste de inteligência na Alemanha

Essa notícia que acabo de ler no sítio português Esquerda.Net conseguiu me embrulhar mais o estomago (perdão pela comparação escatológica) do que a imagem do técnico da seleção alemã, Joachim Löw, retirando meleca do nariz e depositando-a na boca.

Quando pensamos que a extrema-direita alemã está morta e o xenofobismo é coisa do passado, eis que nos deparamos com absurdos como esse atentado aos direitos humanos, justificado, como sempre, pela defesa do Estado-Nação.


Dirigentes do partido de Merkel propõem testes de inteligência para imigrantes

Membros da CDU, defenderam nesta segunda-feira a exigência de testes de inteligência aos candidatos a imigrantes na Alemanha.

Segundo o porta-voz para os Assuntos internos da secção de Berlim da Christlich Demokratische Union (CDU), Bild Peter Trapp, partido liderado pela chanceler alemã Angela Merkel, o país deve exigir testes de inteligência aos candidatos a imigrantes na Alemanha. “Esta questão não deve ser mais um tabu”, afirmou Trapp, “Devemos introduzir critérios que sirvam verdadeiramente o nosso Estado. Além de uma boa formação e de uma qualificação profissional, a inteligência deve entrar em consideração. Eu defendo testes de inteligência”.

Afirmando ser favorável a uma harmonização da política de imigração europeia Markus Ferber, outro membro da CDU, também defendeu a medida dando o exemplo canadiano: “O Canadá é bem mais avançado na matéria e exige dos filhos dos imigrantes um quociente intelectual mais elevado que o das crianças locais. As razões humanitárias como o reagrupamento familiar não podem ser a longo prazo o único critério para a imigração”.

Vale lembrar que a Alemanha já impõe testes de língua aos candidatos à aquisição de nacionalidade alemã, e também outros testes cujo objectivo é provar conhecimentos de ordem social e jurídica alemã para os quais há cursos específicos de instrução cívica.



2 comentários:

Blog do Morani disse...

Ora, quem exige aos imigrantes que desejem trabalhar e viver no grande país industrial germânico o teste de inteligência poderão, amanhã, exigir que esses imigrantes passem por uma bateria de exames para comprovação de suas condições de seres humanos, e não humanóides desprovidos de inteligência e de vontade. Barbarismo incompreensível, cretino e absurdo. Se eles exigem isso, por que não exigir do técnico do selecionado alemão testes de higiene pessoal? Eis ai um comedor de melecas super "civilizado" que precisa desmentir essa condição de degustador de resíduos nasais e provar ser mesmo cidadão civilizado. Seriam saudades dos salsichons de Bavária?

Hudson Luiz Vilas Boas disse...

Morani...
Genial seu comentário!!!